sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Começou sem ter por que começar.


- Por que me trouxe pra cá? Já vou embora.

- Por que tu precisa dizer tudo que tu sente por mim.

- isso é golpe baixo, você sabe que depois de algumas vodkas ela começam a vir acompanhadas de verdades.

- Estamos todos assim hoje.

- Não tenho nada pra dizer.

- Fala!

- Falar o que? O que toda essa cidade mediocre já sabe!? que eu o amo mais que a mim, que eu não consigo esquecer o teu cheiro, as palavras e que me dói tanto ter que conviver ao teu lado todos os dias, todos dias, pra pelo menos ver, fingir estar feliz por você estar feliz!? é isso?

- Eu não sabia disso!

- Não faz isso comigo agora, não diga que não sabia. Por que me dói saber que eu te amei demais a ponto de nem você perceber.

- Por que tu nunca me disse isso? Por que deixou tudo acabar?

- Ia acabar. Você estava comigo por estar. Eu era indiferente. Começou sem ter por que começar e eu me entreguei sem querer, sem saber.

- Mas ninguém é capaz de saber de quem tu gosta, quem tu ama, em quem tu pensa.

- Eu não penso mais em ninguém, eu não amo mais ninguém, eu não sinto mais nada por ninguém.

- Sabe que não é verdade...

- e você sabe que é. O amor acontece uma vez na vida. Você ama, ama...e ama. e quando acaba, você busca outro amor, que substitua. Mas amor é impossivel de ser substituido. Eu tive o azar de conhecer você, e de você ser o meu unico amor. Mas não me lamento, só sei que virão pessoas, outros homens, vão me amar, mas ai eu direi: eu já amei. eu sou morta para o amor. Já dei todo o meu pra uma só pessoa.

- Como sabe que não vou voltar pra ti?

- Por que eu não fui o seu unico amor.

- E como a gente fica?

- A gente não fica. Isso é um Adeus.

- E a nossa amizade?

- amizade não acaba.

- então por que Adeus?

- Por que eu não vou mais te ver. Por que eu vou embora deflorar o mundo, já que amor eu ja tive.

- Quando vou te ver de novo?

- Daqui uns 15 anos, quem sabe ou talvez nunca...

- E como vou saber se esta bem?

- Sinta! Agora vem cá, me dê um ultimo beijo. Meu táxi ta chegando.

- você é a mulher mais complicada que eu já conheci.

- Eu sei!* sorriso de canto de boca* Adeus.


3 comentários:

Fellipe Foletto disse...

porque temos de deixar as pessoas que amamos partir, vivermos sempre um amor agapé deixando ser livre aquilo que mais amamos e abrirmos mao desse amos em prol da falicidade do outro, tenho medo de amar por causa disse, e por esse medo é talvez que deixe um pouco de amar alguem. amei o blog da onde voce é. beijos

fellipe foletto disse...

nao acredito, eu tambem sou de santa maria faço jornalismo ali na UNIFRA sabe, nossa que mudo pequeno hahaha, moramos na mesma cidade nossa é muito assim sei la vou ate te passar o meu orkut caso voce queira add, nossa estou passado com isso hehe beijos querida. http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=12960680439228313109

ARCANO disse...

É trsite precisar de alcool para dizer o que realmente sente.

Você é ótima!