sábado, 2 de fevereiro de 2008

Vestida para matar



Foi vestida pra matar

Deixou as palavras meigas na ponta da língua

Falou pra mim do seu passado

Pediu pra que eu fosse seu presente

Jurou querer

Jurou não esquecer

Mas ela foi vestida pra matar.

E eu fui morrendo.

Fui morrendo

De paixão.

E de desejo.

Ela me matou.

Levou meu coração pra casa

Fugiu com ele pra praia.

E ela foi vestida pra matar.

Ela jurou me querer

Jurou não me esquecer

Roubou meu coração

E não quer mais Devolver.

Ligou pro meu celular

Falou que tinha que me encontrar.

Que tinha algo a me falar.

Essa menina só quer matar.

Mas fazer o que

Por ela eu morro de amor.

É por ela que eu morro de amor.

6 comentários:

bossoandre disse...

ah bonita, vc arrasa muito! :)
é essas situação do escolher e ser escolhido é muito vasta e complexa.
eu to numa fase que cansei de ser o 'problema' (o seletivo) e vo me permitir ser escolhido, porque dai é mais fácil, não vo decepcionar ninguem porque foi exclusivamente escolha dela
:)

beijo

Paulo Vilmar disse...

Mariana!
bonita declaração de amor! Coo já dizia o poeta, se se morre de aor?
Beijos...

Miss Butterfly εїз disse...

Ahhh quando uma mulher quer ela se veste para conquistar, para matar qualquer homem de amor !!


Lindo poema ...

Seja feliz sempreee !!

•Von D_ disse...

Olááá!
Linda essa,poesia!
Parabéns!
Bonito blog,garota ;DD

{Obg.Pelo comentário do texto lá ;D}
Beijos!!!!

Verônica Martinelli disse...

avassaladora e irreverente!
Uma menina que pode e quer tudo
Além de corações

Beijos!

Napoleão Bonaparte disse...

Não gosta dos meus pães de queijo...melhor assim, sobra mais!