domingo, 7 de setembro de 2008

Um pouco de afeto


Não faça como os outros. Não me deixe assim, no além, sem uma resposta pra nada. Com você eu queria que fosse diferente. Mas por que seria? Você fez como todos fazem. Você falou o que todos falaram. Você não tem coragem. Não sabe arriscar, necessita de afeto, e acha que os outros não precisam. E fez comigo o que faria com qualquer um.

Eu sou assim, gosto de dar afeto, carinho, amor, mas gosto ainda mais de receber, não percebeu isso? Sou uma pessoa que faz de tudo pelas outras e ninguém faz nada por mim. Nada. Arrisco tudo, fecho os olhos e sigo pelo incerto. Ai está o meu problema, arrisco tudo por quem eu gosto. Não adianta me falar que você não pode por que existem muitas pessoas em torno disso. Você não pode, por que você não quer. É medo. Um medo mesquinho, egoísta.

Nada deveria ter acontecido. Mas se não tivesse acontecido eu viveria, ainda, a acreditar em tudo que me dizias. É, tinha que acontecer. Ao menos agora eu percebi o que você queria de mim. Distribuição gratuita de carinho e afeto a quem necessita, você pode falar que gosta, usar e depois dizer que está confuso, com medo e que era melhor nada ter acontecido, é assim que você me vê. Cansei. Você me fez ver que não vale a pena “gostar” de alguém. Não quero mais ninguém. Não tenho ninguém. Aliás, nunca tive. Só elas me tiveram. Divido amores, odeio isso. Dividir. Nunca alguém esteve completamente pra mim.

Não faça como os outros, pensei que poderia ser diferente. Você mostrou ser diferente pra mim, deixe que eu continue pensando assim. Meu gostar por você é sincero. Tenho, sim, tantas e tantas pessoas a minha volta e em mim, mas você é diferente, eu sinto. Você é além de todas essas pessoas. Continuo a seguir de olhos fechados pelo caminho mais incerto. O momento certo é aquele que parece incerto, é quando a vontade supera o racional.

Mas, tudo bem! (tudo bem porcaria nenhuma.).

3 comentários:

Paulo Vilmar disse...

M!
Afinal, os amores de subversivos acabam mesmo é covardes...
Beijos!

:~ disse...

Mais um post para aquele velho e novo e surpreso amor?
bjs

gica beerhouse disse...

oi, até parece sobre mim...é