domingo, 8 de junho de 2008

Last love



Você dizia que gostava de caminhar na chuva
de pisar de pés no chão na grama umida
de ouvir a agua falar
era assim que você dizia quando começava a chover
a chuva vai cantar uma melodia pra deixar um dia banal mais melancolico.

você não volta mais.
E a melodia da chuva ficou diferente.

Eu deitava, carente, no seu coração.
e durante a noite a nossa respiração tinha sincronia.
eu ainda respiro por ela.
ainda...
espero você abrir a janela do quarto pela manhã
e deixar um risco de sol entrar
acender um cigarro
e me convidar pra ver a fumaça dançar na luz do sol.

você não volta mais.
e a fumaça já não dança com tanta graça.

Mordi meus lábios quando procurava os seus
minhas mãos estão frias todas as noites
e já não tem sentido usar as luvas que comprei pra te aquecer.

são 2 horas da manha de uma quinta-feira fria
peguei meu casaco preto e a manta xadrez que roubei do seu pescoço
roubei uma ultima carteira de cigarro da gaveta
e sai.

Você não volta mais.
eu sei.
você não volta mais.

E naquele dia a chuva molhou a terra, seca, no mesmo momento que uma lagrima deslizou pelo meu rosto,seco, (como a terra). Os dias já não tem mais a graça que tinham quando você sorria e dizia voltei. Sai numa noite fria pra dizer pra mim que tinha esquecido como era te amar. Fumei o ultimo cigarro da minha ultima carteira de cigarro, sentada, sozinha, no meio fio da esquina que você dobrava, esperando avistar de longe teu jeito estranho de caminhar, esperando você dizer que ia voltar. A chuva bate na minha janela, parece você me pedindo pra deixar você entrar. É você.

Mas eu sei
você não volta mais.




Ouvindo Até mais - Abril

6 comentários:

lottery gambling disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Paulo Vilmar disse...

Mariana!
Você escreve cinematograficamente, eu vou lendo e vendo imagens, belas e intrigantes imagens que compõem este mosaico de letras, que eu chamo de arte, pura arte!
Divina!
Beijos...

júlia disse...

nada nunca é tão brilhante depois que alguém vai embora. ou quando alguém esquece de aparecer para depois simplesmente partir, e a gente acaba partindo de si mesma. sei lá eu

lindo demais, de verdade :)

Leee disse...

Obrigada, mari...
o seu texto também tá lindo.
Estou escrevendo coisas com meu amigo, um dia te mostro...acho que está ficando legal..


Palavrasear. :)

saudade;

' arcano disse...

vooce escreve muiito bem! (:

Nικκι disse...

Nossa *.*
Lindo demais ^^
Cada vez escrevendo melhor, chega a dar medo!
Capaz.Continua assim, certeza que tu vai longe :)